Quer mais rendimento? Aposte no ovo

Ele já foi tido como vilão e também como mocinho. Fato é que o ovo pode ser um ótimo aliado de quem se dedica à corrida de rua. Considerado um dos alimentos mais completos que existe, ele é rico em várias vitaminas, minerais, aminoácidos e gordura, além de ser fonte das vitaminas A e E. Tem alto poder antioxidante, fator superimportante para atletas (principalmente os de alta intensidade), já que o exercício pode aumentar a oxidação celular e a ingestão de antioxidantes previne e reduz esse mal. O risco de manter a oxidação em alta é o envelhecimento celular, que acarreta na redução da performance. Por isso, sempre que puder inclua o ovo em sua dieta.

O alimento contém albumina, uma proteína com alto valor biológico que ajuda na recuperação do tecido muscular, fornece aminoácidos essenciais para o corpo, evita a hipoglicemia de rebote (queda brusca do açúcar no sangue que diminui muito o rendimento) e impede o catabolismo muscular que gera a perda de tecido muscular. Como o ovo também contém zinco, mineral que ajuda na melhora do sistema imunológico, o corredor ainda tem outros benefícios, evitando que doenças oportunistas atrapalhem o ritmo de treinos e competições.

Ferro e ácido fólico também fazem parte dos minerais encontrados no alimento. Eles ajudam na melhor oxigenação muscular, além de prevenir anemia e melhorar o rendimento esportivo. Ainda conta com ômega-3, que ajuda a diminuir dores e processos inflamatórios causados pelo excesso de treinos.

Como inclui-lo na dieta?
Para ter todos os benefícios do ovo é importante comer todas as suas partes, pois é na clara que fica a proteína albumina e na gema que se concentra a maior parte das vitaminas, minerais e o ômega-3. Ovo cozido, pochê, omelete ou ovos mexidos são as melhores formas de consumir o alimento.

Inclua, ainda, a delícia no café da manhã. Estudos mostram que a ingestão do alimento nas primeiras horas do dia é extremamente saudável, principalmente quando combinado com algum carboidrato, como, por exemplo, frutas. Isso evita a compulsão por carboidrato simples durante o dia, melhora a saciedade e previne a hipoglicemia. Invista nele, também, depois treino, o que ajuda na melhor recuperação muscular.

Fonte: o2porminuto



Comentários

comentários

Deixe um comentário

Nos acompanhe também no FACEBOOK

%d blogueiros gostam disto: