Corrida: por que meus dedos incham?

Alguma vez você já reparou que depois de corridas mais longas, como a meia-maratona e os 42 km, os seus dedos da mão e do pé estavam inchados? Fique tranquilo, pois isso é comum, especialmente quando você corre em dias quentes.

Uma das razões para que isso aconteça é o desequilíbrio eletrolítico. O sal que corre em seu sangue deve ser mantido em equilíbrio para evitar o inchaço em seus tecidos. Por isso, quando você perde muito sal através do suor ou, o oposto, quando você inclui muito sódio na dieta, as extremidades do seu corpo ficam mais rechonchudas.

Mas o inchaço também pode ser sinal do aumento da demanda cardiorrespiratória e, consequentemente, da frequência cardíaca e da vasodilatação. Outra possibilidade é o aumento da resistência ao retorno venoso, ou seja, o sangue tem dificuldade para retornar ao coração, o que provoca o edema das extremidades do corpo. Aliás, preste atenção à posição dos seus braços durante a corrida. O mau posicionamento dos membros superiores (abaixo do nível do coração) também pode gerar piora do retorno venoso.

Em casos mais raros, o inchaço das mãos e dos pés pode ser sinal de hiponatremia, resultado da ingestão de quantidades excessivas de água, causando uma baixa na concentração de sódio no sangue. Outros sinais de hiponatremia são náuseas e vômitos.

Como evitar o problema?
Se você perceber que seus dedos estão inchados durante ou após a corrida, tire anéis, afrouxe o relógio e certificar-se de que seus tênis e meias de corrida não estão muito apertados.

Movimentar as mãos e os braços durante a prática esportiva também é ótimo. Balance os braços em círculos durante as passadas e estique os dedos da mão para facilitar a passagem sanguínea. Por vezes, elevar os braços acima do nível do peito também pode ser uma boa solução quando os dedos incham.

Após a corrida mantenha os membros inferiores elevados e, caso o incômodo persista, use compressa gelada tanto nas mãos quanto nos pés. Mas observe se o edema é igual dos dois lados do corpo e fique atento a qualquer sinal de dor. Se você perceber algo diferente, procure um médico para avaliação, pois o caso pode ser mais grave.

Fonte: O2 por minuto



Comentários

comentários

Deixe um comentário

Nos acompanhe também no FACEBOOK

%d blogueiros gostam disto: